Arquivos Mensais: Junho 2014

Bruce lírico

Querendo ser Bruce Lee, comprei um tchaco. Gira pra cá, pega de lá, e pá! Desferi contra a testa tal pancada Que a cabeça saiu pelo sovaco. Acordei com um anjo a costurar-me A testa com as cordas de sua … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Manuel Bandeira, não eu

Manuel Bandeira, não eu, confesso, escreveu o poema sobre a estrela, que entre as colegas da escola me deu glórias de poeta. Também de Bandeira, a declaração de amor que fiz num bilhete para a Alice – mas ela, insensível, … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | 1 Comentário

Neusa

Minha cara Neusa Rocha, minha cara, nossa cara, a educação, sim, tem cara: é a cara do professor, é a cara da professora que no dia a dia encaram a tarefa de ensinar a palavra e o além-palavra – o … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Onde estão?

Me colocaram a guardar o fogo. Sozinho no pátio. Era Semana da Pátria? Era Semana Farroupilha? O simbolismo se desfez em cinzas. O próprio fogo há muito jaz extinto. Onde andará a professora Olívia? Meus amigos Hilário e Adalberto? A … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | 1 Comentário

Gaiota

Como não tinha um pintor expressionista naquele instante a atravessar a avenida? Como não tinha um fotógrafo que fosse? Um repórter de tevê com a câmera a postos? Só cruzou por ali um poeta novato e registrou a cena em … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | 1 Comentário

Mutti

Após a morte da mãe, passados meses do seu enterro, eu vislumbrei, ao despertar, seu vulto à minha cabeceira. – Mortos não morrem, soprou-me ela. Sem perceberem, vocês nos carregam até que possamos renascer. Hoje eu pari minha mãe inteira. … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário